Vegetarianismo / Veganismo

Buda
Mensagens: 4951
Registrado em: 11 Out 2014 02:24
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Buda » 27 Nov 2016 22:42

OCaçadorDeMarias escreveu:Nada a ver isso de falta de carne não ser saudável. Tudo depende uma alimentação balanceada, que é possível sim ter ser a carne.
Eu não recomendo a ninguém a parar de comer carne por motivos de saúde, acho que a alimentação vegetariana/vegana tem mais a ver com uma filosofia de vida.
como que a alimentação vai ser balanceada sem a proteína da carne?
nao dá pra substituir.
nao sei dizer o que é pior, se é o excesso de carne ou a ausencia. só sei que nenhum dos 2 é saudavel
conheço meia duzia entre veganos e vegetarianos que precisam tomar combrion...é mulher com queda acentuada de cabelo....
eles nao conseguem suprir as necessidades básicas, além de nao conseguirem substituir a proteína da carne vermelha

a proteína vegetal nao é a mesma coisa e ainda que fosse o consumo teria que ser imenso

Avatar do usuário
Coruja emancipada
Mensagens: 32
Registrado em: 07 Jan 2015 11:03
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Coruja emancipada » 28 Nov 2016 07:42

Buda escreveu:eu acho que a falta da carne nao é saudável
conheço 2 pessoas que sao vegetarianas e tem falta de ferro a ponto de precisar usar remédio
acho que na verdade existe um grande comércio nisso tudo

no fim das constas, faça o que quiser e acompanhe com exames médicos de tempos em tempos
se estiver tudo ok, maravilha
Buda, pelo que eu sei espinafre, grão de bico e outros legumes tem bastante ferro.
Acho que com uma alimentação boa, mesmo sem carne, dá pra ficar sem anemia e outros problemas.

Sim, vou fazer exames e vejo como vai.
Há pouco tempo fiz e estava tudo ótimo.

Buda
Mensagens: 4951
Registrado em: 11 Out 2014 02:24
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Buda » 28 Nov 2016 09:51

Coruja emancipada escreveu:Buda, pelo que eu sei espinafre, grão de bico e outros legumes tem bastante ferro.
Acho que com uma alimentação boa, mesmo sem carne, dá pra ficar sem anemia e outros problemas.

Sim, vou fazer exames e vejo como vai.
Há pouco tempo fiz e estava tudo ótimo.
se vc esta bem e seus exames tb estao bem, entao maravilha

eu nao como por prazer, como por saúde
mas tenho problema de ansiedade e hipoglicemia, entao as vezes eu como qq parada
nao teria problema algum em parar de comer carne
mas a quantidade de proteína vegetal que eu teria que consumir seria absurda
e é dificil fazer essa alimentação no dia a dia

eu sou totalmente a favor dessa filosofia de defesa dos animais....
sou contra a industria alimenticia, farmaceutica, moda.....
por mim nao usava nada de couro, nao comeria nada animal....

o problema é que essa alimentação vegana....é cara.
pq nao adianta comprar esses alimentos cheios de agrotóxicos...
daí tem que partir pros organicos, extremamente caros
tem que controlar a quantidade para nao ter deficiencia....
tem a questao da pessoa se adaptar...
sem contar que saímos de uma indústria para cair em outra
ha todo um interesse comercial por trás desse lance de veganismo...

tem gente que diz que vegetariano...é mais saudável
outros dizem que saudavel é o oposto, é comer muita carne, gordura animal...dieta cetogenica....
outros dizem que mais saudavel é manter o equilibrio...

é interesse comercial para todos os lados
entao é dificil saber o que é de fato saudavel, só com a experiencia pessoal mesmo
até pq cada organismo reage de uma forma diferente

Avatar do usuário
Coruja emancipada
Mensagens: 32
Registrado em: 07 Jan 2015 11:03
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Coruja emancipada » 28 Nov 2016 10:23

Buda escreveu: tem gente que diz que vegetariano...é mais saudável
outros dizem que saudavel é o oposto, é comer muita carne, gordura animal...dieta cetogenica....
outros dizem que mais saudavel é manter o equilibrio...

é interesse comercial para todos os lados
entao é dificil saber o que é de fato saudavel, só com a experiencia pessoal mesmo
até pq cada organismo reage de uma forma diferente
Perfeito Buda, cada pessoa tem um organismo diferente e reage de maneira diferente ao que come.
Comentaram neste tópico sobre dieta paleo, até fui ler sobre, mas pra mim aquilo não iria funcionar nunca.
Se pra algumas pessoas se entupir de carne vermelha é ser saudável, tudo certo, mas pra mim com certeza não é.

Cada pessoa é livre pra acreditar e fazer o que quiser.

Principalmente pelos interesses de determinadas industrias que você citou, acho que muitos estudos, médicos, documentários e etc publicam conteúdos completamente parciais pra comprovar apenas o seu ponto de vista, então às vezes é difícil saber o que está certo mesmo.

Rasta
Mensagens: 2692
Registrado em: 04 Nov 2014 12:34
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Rasta » 04 Dez 2016 15:56

Tb acho que o segredo é ficar atento/ter sensibilidade para perceber o que te faz bem ou mal... Leva tempo... Me vejo fazendo isso a anos..

N tenho a menor dúvida de que nozes, castanhas, graos e afins, bem como frutas e verduras/legumes fazem muito bem.. Da pra sacar, nao precisa de estudo nem de matéria...

N tenho ingerido mais derivado de leite e pao branco.. Eu gosto muito, ja comi de mais, mas ficou claro pra mim que nao me faz bem, nao dá energia, o corpo "inxa" mais, ele tenta avisar que aquilo ali nao desliza na engrenagem...

A carne é que é o X da questao

Me parece ser parte do nosso dna. Mas existe um equilíbrio ai que to tentando identificar..

Hoje estou com a opiniao de que pouco ta tranquilo, mas fica claro que abusar ta péssimo...

Gosto muito de levar em conta o ser humano como espécie que veio adaptando o corpo nesses seculos todos... A carne era algo bem raro de se comer, todos adoravam mas era raro.. Me leva a crer que deva ser consumida poucas vezes, mas acredito valer a inserçao dela, nao dispensando totalmente.. E acho peixe mais aceito pelo corpo... Parece ser ...

É difícil. O que sei é que os estudos se contradizem de mais, e, levando em conta a singularidade entre cada organismo, acho o mais certo tentar sentir mesmo oque deve ou não ser considerado como saudável..

Isso tudo visando SAÚDE.. Dietas emagrecedoras ou hipertróficas, ao meu ver, não são nunca base de uma alimentação realmente saudável e equilibrada para longo prazo..

Sieger
Mensagens: 1094
Registrado em: 10 Jul 2015 12:55
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Sieger » 05 Dez 2016 11:02

Rasta escreveu:Tb acho que o segredo é ficar atento/ter sensibilidade para perceber o que te faz bem ou mal... Leva tempo... Me vejo fazendo isso a anos..

N tenho a menor dúvida de que nozes, castanhas, graos e afins, bem como frutas e verduras/legumes fazem muito bem.. Da pra sacar, nao precisa de estudo nem de matéria...

N tenho ingerido mais derivado de leite e pao branco.. Eu gosto muito, ja comi de mais, mas ficou claro pra mim que nao me faz bem, nao dá energia, o corpo "inxa" mais, ele tenta avisar que aquilo ali nao desliza na engrenagem...

A carne é que é o X da questao

Me parece ser parte do nosso dna. Mas existe um equilíbrio ai que to tentando identificar..

Hoje estou com a opiniao de que pouco ta tranquilo, mas fica claro que abusar ta péssimo...

Gosto muito de levar em conta o ser humano como espécie que veio adaptando o corpo nesses seculos todos... A carne era algo bem raro de se comer, todos adoravam mas era raro.. Me leva a crer que deva ser consumida poucas vezes, mas acredito valer a inserçao dela, nao dispensando totalmente.. E acho peixe mais aceito pelo corpo... Parece ser ...

É difícil. O que sei é que os estudos se contradizem de mais, e, levando em conta a singularidade entre cada organismo, acho o mais certo tentar sentir mesmo oque deve ou não ser considerado como saudável..

Isso tudo visando SAÚDE.. Dietas emagrecedoras ou hipertróficas, ao meu ver, não são nunca base de uma alimentação realmente saudável e equilibrada para longo prazo..
Na verdade o homem de hoje é do ponto de vista genético praticamente idêntico ao homem de 10 mil anos atrás, época aproximada do advento da agricultura. Por 2 motivos básicos: 1. 10 mil anos na escala evolutiva é um tempo muito curto para que ocorram alterações genéticas significativas e 2. com o surgimento da agricultura e da civilização, os mecanismos de seleção natural foram grandemente suprimidos. Dito isso, há sim algumas pequenas modificações genéticas pontuais que ocorreram nesse período. Uma delas é a persistência de enzima lactase em adultos, o que faz com que esses sejam capazes de consumir leite e derivados. Até 10 mil anos atrás, praticamente todos os humanos eram incapazes de digerir a lactase quando adultos (o que faz todo o sentido, ou alguém acha que os africanos pré-históricos iriam ordenhar uma búfala africana, ou um europeu pré-histórico iria mamar num mamute? A persistência da lactase era inútil em adultos). Hoje há duas mutações genéticas no nosso DNA que causam a persistência da lactase em adultos: um deles surgiu aproximadamente 10 mil anos atrás na região do Oriente Médio e o outro há aproximadamente 1500 anos na África. Essas datas coincidem com a introdução da pecuária nessas regiões. Todas as pessoas que digerem a lactase quando adultos atualmente possuem um desses 2 genes. Ou seja, nosso organismo evoluiu para permitir a ingestão de leite por adultos. Não obstante, muitos (incluindo eu) acham que o consumo de leite e derivados pode ser danoso à saúde em adultos. O fato de haver genes mutados que permitem a digestão do leite não implica que o nosso corpo conseguiu se adaptar a todos os possíveis efeitos danosos dos produtos lácteos em adultos. Uma das coisas que os lácteos causam é um estímulo à libertação de insulina, maior do que seria esperado apenas por sua composição de macronutrientes. Isso é ruim? Num organismo em fase de crescimento (um filhote) provavelmente não. Mas e num adulto? Altos níveis de insulina estão na linha de fogo atualmente como vilões de uma série de doenças.
Em relação aos grãos, o problema é semelhante. Foram introduzidos na dieta há relativo pouco tempo também, mais ou menos na mesma época que o leite. Com o agravante de que não há genes mutados especificamente para facilitar a ingestão de grãos. Pelo menos eu desconheço.
Na história dos homem e dos hominídeos, a ingestão de carne não era algo raro. Ela tornou-se mais rara com o advento da agricultura e o aumento do consumo de grãos. Paradoxalmente, há vários estudos demonstrando que o homem pré-histórico era mais alto, tinha o cérebro maior e melhores ossos e dentes do que as populações que viveram após o surgimento da agricultura. Ainda hoje, a estatura média mundial é menor do que aquela estimada para os caçadores e coletores pré-históricos, assim como o tamanho do cérebro. Ou seja, a introdução de grãos em larga escala na nossa alimentação, com a diminuição do consumo de carnes e frutas, permitiu que mais pessoas sobrevivessem, causando um aumento exponencial das populações humanas. Mas esses populações eram mais baixas, com cérebros menores e piores ossos e dentes.

Obs 1: Todo vegetariano, e principalmente os veganos possuem cabelos horríveis. Isso é mais perceptível em mulheres, que usam geralmente cabelos longos. Gosto de simplificar as coisas. Você daria para o seu cavalo uma dieta que fizesse o pelo dele ficar horrível? Fica para reflexão.

Obs 2: Fitness evolutivo não é igual a longevidade. E nem é igual a saúde, num sentido mais amplo da palavra, por mais estranho que isso possa parecer. Fica também para reflexão.

Rasta
Mensagens: 2692
Registrado em: 04 Nov 2014 12:34
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Rasta » 05 Dez 2016 16:57

Muito bom seu post cara, obrigado

Acho esse um dos assuntos mais interessantes! Valeu pela contribuiçao vou refletir sim!

Buda
Mensagens: 4951
Registrado em: 11 Out 2014 02:24
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Buda » 05 Dez 2016 17:45

Sieger escreveu:Na verdade o homem de hoje é do ponto de vista genético praticamente idêntico ao homem de 10 mil anos atrás, época aproximada do advento da agricultura. Por 2 motivos básicos: 1. 10 mil anos na escala evolutiva é um tempo muito curto para que ocorram alterações genéticas significativas e 2. com o surgimento da agricultura e da civilização, os mecanismos de seleção natural foram grandemente suprimidos. Dito isso, há sim algumas pequenas modificações genéticas pontuais que ocorreram nesse período. Uma delas é a persistência de enzima lactase em adultos, o que faz com que esses sejam capazes de consumir leite e derivados. Até 10 mil anos atrás, praticamente todos os humanos eram incapazes de digerir a lactase quando adultos (o que faz todo o sentido, ou alguém acha que os africanos pré-históricos iriam ordenhar uma búfala africana, ou um europeu pré-histórico iria mamar num mamute? A persistência da lactase era inútil em adultos). Hoje há duas mutações genéticas no nosso DNA que causam a persistência da lactase em adultos: um deles surgiu aproximadamente 10 mil anos atrás na região do Oriente Médio e o outro há aproximadamente 1500 anos na África. Essas datas coincidem com a introdução da pecuária nessas regiões. Todas as pessoas que digerem a lactase quando adultos atualmente possuem um desses 2 genes. Ou seja, nosso organismo evoluiu para permitir a ingestão de leite por adultos. Não obstante, muitos (incluindo eu) acham que o consumo de leite e derivados pode ser danoso à saúde em adultos. O fato de haver genes mutados que permitem a digestão do leite não implica que o nosso corpo conseguiu se adaptar a todos os possíveis efeitos danosos dos produtos lácteos em adultos. Uma das coisas que os lácteos causam é um estímulo à libertação de insulina, maior do que seria esperado apenas por sua composição de macronutrientes. Isso é ruim? Num organismo em fase de crescimento (um filhote) provavelmente não. Mas e num adulto? Altos níveis de insulina estão na linha de fogo atualmente como vilões de uma série de doenças.
Em relação aos grãos, o problema é semelhante. Foram introduzidos na dieta há relativo pouco tempo também, mais ou menos na mesma época que o leite. Com o agravante de que não há genes mutados especificamente para facilitar a ingestão de grãos. Pelo menos eu desconheço.
Na história dos homem e dos hominídeos, a ingestão de carne não era algo raro. Ela tornou-se mais rara com o advento da agricultura e o aumento do consumo de grãos. Paradoxalmente, há vários estudos demonstrando que o homem pré-histórico era mais alto, tinha o cérebro maior e melhores ossos e dentes do que as populações que viveram após o surgimento da agricultura. Ainda hoje, a estatura média mundial é menor do que aquela estimada para os caçadores e coletores pré-históricos, assim como o tamanho do cérebro. Ou seja, a introdução de grãos em larga escala na nossa alimentação, com a diminuição do consumo de carnes e frutas, permitiu que mais pessoas sobrevivessem, causando um aumento exponencial das populações humanas. Mas esses populações eram mais baixas, com cérebros menores e piores ossos e dentes.

Obs 1: Todo vegetariano, e principalmente os veganos possuem cabelos horríveis. Isso é mais perceptível em mulheres, que usam geralmente cabelos longos. Gosto de simplificar as coisas. Você daria para o seu cavalo uma dieta que fizesse o pelo dele ficar horrível? Fica para reflexão.

Obs 2: Fitness evolutivo não é igual a longevidade. E nem é igual a saúde, num sentido mais amplo da palavra, por mais estranho que isso possa parecer. Fica também para reflexão.
entao mas o documentario lá do netflix falou que as coisas nao sao bem do jeito que o pessoal dessas dietas cetogenicas fala
que o homem naquela epoca nao comia só carne e tal....que isso deve ser muito relativizado
fora os estudos sobre os problemas da carne para o homem

po sao relatos de varios phds
eu sei lá
é industria pra tudo quanto é lado
vc assiste um documentario e acha que esta se envenenando, que a soluçao é virar vegano....
aí assiste outro e ve que a proteina animal faz muita falta....que tem vegano ficando doente....
e no meio disso tudo rola solto o comercio

eu quero acreditar que o correto seria o equilibrio ja que no final das contas tudo se resume a comércio e que cada um quer vender o seu peixe

Sieger
Mensagens: 1094
Registrado em: 10 Jul 2015 12:55
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Sieger » 05 Dez 2016 23:36

Buda escreveu:entao mas o documentario lá do netflix falou que as coisas nao sao bem do jeito que o pessoal dessas dietas cetogenicas fala
que o homem naquela epoca nao comia só carne e tal....que isso deve ser muito relativizado
fora os estudos sobre os problemas da carne para o homem

po sao relatos de varios phds
eu sei lá
é industria pra tudo quanto é lado
vc assiste um documentario e acha que esta se envenenando, que a soluçao é virar vegano....
aí assiste outro e ve que a proteina animal faz muita falta....que tem vegano ficando doente....
e no meio disso tudo rola solto o comercio

eu quero acreditar que o correto seria o equilibrio ja que no final das contas tudo se resume a comércio e que cada um quer vender o seu peixe
Mas é claro que o homem pré-histórico não comia só alimentos do origem animal (com exceção de algumas populações isoladas de regiões frias, como os Inuits). A dieta não passava nem perto de ser cetogênica, pois incluía além de animais (mamíferos, peixes, aves etc.), frutas, castanhas e tubérculos, com as calorias de origem animal perfazendo, segundo as fontes que já consultei, em torno de 60-65% do total. Ou seja, as calorias oriundas de carboidratos acabariam ficando em torno de 30-40% do total, o que não passa nem de perto de ser cetogênico, mas também não chega perto do que a maioria dos nutricionistas recomendam (em torno de 60-70% das calorias totais). Em todas as fontes que já consultei, nunca vi a descrição de uma população caçadora coletora que ingerisse uma quantidade tão grande de carboidratos (60-70%). Há algumas tribos africanas que consumiam em torno de 70% das calorias de origem vegetal, mas eram dietas baseadas principalmente em algum tipo de castanha (rica em lipídios) existente na região onde moravam, de modo que o percentual de carboidratos nas calorias totais acabava sendo bem menor do que 70%. Em resumo, as dietas primitivas não eram cetogênicas, mas também não continham essa quantidade altíssima de carboidratos recomendada pelo "establishment" da nutrição.
O que não existia na dieta dessas populações em grande escala eram os grãos. O que as pessoas falham em entender é que os grãos que nós comemos hoje são espécies domesticadas, muito diferentes das selvagens, que são muito menos nutritivas e comestíveis. Outro ponto que as pessoas também não entendem é que não existem plantações de grãos crescendo espontaneamente na natureza. Os caçadores coletores não encontravam um campo cheio de trigo ou aveia para serem coletados. O que existiam eram pequenas plantas, as espécies selvagens, espalhadas entre inúmeras outras espécies não comestíveis. Isso é óbvio, pois na natureza as plantas crescem assim. Não era provavelmente vantajoso do ponto de vista energético ficar se alimentando de grãos selvagens, pois cada planta encontrada forneceria uma quantidade muito pequena de alimento. Depois procurem na internet imagens de trigo, aveia, cevada e outros grãos selvagens, e entenderão o que quero dizer. O mesmo não ocorre com a maioria das frutas, castanhas e tubérculos. As duas primeiras geralmente crescem em árvores de grande porte, que produzem bastante, e os tubérculos geralmente fornecem uma quantidade razoável de calorias por planta.
Em suma: não há plantações de grãos selvagens crescendo espontaneamente na natureza, e é por isso que os caçadores coletores não os coletavam em grande escala.

Mister pike
Mensagens: 1652
Registrado em: 14 Nov 2016 20:34
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Mister pike » 09 Dez 2016 01:06

Sieger escreveu:Mas é claro que o homem pré-histórico não comia só alimentos do origem animal (com exceção de algumas populações isoladas de regiões frias, como os Inuits). A dieta não passava nem perto de ser cetogênica, pois incluía além de animais (mamíferos, peixes, aves etc.), frutas, castanhas e tubérculos, com as calorias de origem animal perfazendo, segundo as fontes que já consultei, em torno de 60-65% do total. Ou seja, as calorias oriundas de carboidratos acabariam ficando em torno de 30-40% do total, o que não passa nem de perto de ser cetogênico, mas também não chega perto do que a maioria dos nutricionistas recomendam (em torno de 60-70% das calorias totais). Em todas as fontes que já consultei, nunca vi a descrição de uma população caçadora coletora que ingerisse uma quantidade tão grande de carboidratos (60-70%). Há algumas tribos africanas que consumiam em torno de 70% das calorias de origem vegetal, mas eram dietas baseadas principalmente em algum tipo de castanha (rica em lipídios) existente na região onde moravam, de modo que o percentual de carboidratos nas calorias totais acabava sendo bem menor do que 70%. Em resumo, as dietas primitivas não eram cetogênicas, mas também não continham essa quantidade altíssima de carboidratos recomendada pelo "establishment" da nutrição.
O que não existia na dieta dessas populações em grande escala eram os grãos. O que as pessoas falham em entender é que os grãos que nós comemos hoje são espécies domesticadas, muito diferentes das selvagens, que são muito menos nutritivas e comestíveis. Outro ponto que as pessoas também não entendem é que não existem plantações de grãos crescendo espontaneamente na natureza. Os caçadores coletores não encontravam um campo cheio de trigo ou aveia para serem coletados. O que existiam eram pequenas plantas, as espécies selvagens, espalhadas entre inúmeras outras espécies não comestíveis. Isso é óbvio, pois na natureza as plantas crescem assim. Não era provavelmente vantajoso do ponto de vista energético ficar se alimentando de grãos selvagens, pois cada planta encontrada forneceria uma quantidade muito pequena de alimento. Depois procurem na internet imagens de trigo, aveia, cevada e outros grãos selvagens, e entenderão o que quero dizer. O mesmo não ocorre com a maioria das frutas, castanhas e tubérculos. As duas primeiras geralmente crescem em árvores de grande porte, que produzem bastante, e os tubérculos geralmente fornecem uma quantidade razoável de calorias por planta.
Em suma: não há plantações de grãos selvagens crescendo espontaneamente na natureza, e é por isso que os caçadores coletores não os coletavam em grande escala.
Gostei da explicação que tipo de dieta você segue ? Estou pensando em migrar para a dieta paleolítica, acho que para mim seria o certo a se fazer.

Avatar do usuário
Tubarao Floripa
Mensagens: 5146
Registrado em: 07 Out 2014 22:53
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Tubarao Floripa » 11 Dez 2016 12:54

Eu conheço muita gente que largou a carne e se ferrou. :mf_depressed:

Tem colega da academia que da até tristeza, o cara foi parar no médico, é POBRE e hoje gasta uma FORTUNA suplementando com ferro, vitaminas B, zinco, omega 3 e o caralho. 8-X

Pra muita gente da certo, eu sei. Inclusive vejo mais pessoas se dando bem do que mal, mas o ser humano tem que entender que nosso organismos não são exatamente iguais. O que funciona pra um indivíduo não funciona pra outro. Fica a dica ;)

No mais, tb amo os animais :))

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

:D :-J

Imagem
"Enviado da minha internet discada usando Windows 95."

Nick velho: ZARBON :enhancedwheelchair:
https://wadovaletudo.blogspot.com/

Avatar do usuário
msfazer
Mensagens: 1957
Registrado em: 01 Out 2014 15:57
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por msfazer » 23 Jan 2017 19:31

O que vou falar aqui é um relato pessoal. Não dá pra pegar o meu relato e transferir pra toda a população...

Fui vegano por 7 meses.... Eu já vinha diminuindo o consumo de produtos de origem animal, por conta de colestorol limítrofe. Eu tinha começado com vegetarianismo. Fiquei uns 6 meses nessa.... aí fui pro veganismo... fiquei mais de ano sem comer nenhum tipo de carne. Como o CaçadordeMarias disse, a parte mais difícil foi a vida social. Se vc pretende virar vegano, prepare-se pra levar comida pra onde quer que você vá.... E como ele disse, ficar sem comer carne nem de longe é a parte mais difícil.
Enquanto fui vegano, senti muito mais falta de comer uma pizza do que um bom churrasco.... Pizza vegana é uma bosta.....

No meio dessa "experiência", eu parei de treinar. Ocasionalmente eu corria, andava de skate.... mas sem uma rotina frequente de esportes. Um dia, fui dar um pedal numa trilha... nada demais, deve ser algo de 20-25km... quase morri. Aí fiquei uns 2 meses pedalando com frequência. Numa outra vez, pedalei uns 35, 40km.... lá pelo km 25 eu quebrei, simplesmente não tinha energia pra continuar. E eu era acostumado a pedalar 80, 100km.... Nessa época, medi novamente o colesterol e tinha aumentado... depois dessa abandonei o veganismo, mas não repeti os exames....

Meus erros nessa experiência acho que foram:

1 - Ter deixado de suplementar. Eu, quando adotei a dieta vegana, optei por suplementar com proteina vegetal. Existe proteína isolada de soja, proteína de ervilha... são boas fontes, mas pelo que me consta, nosso corpo não absorve a proteína vegetal tão bem quanto a proteína animal (já li que absorvemos por volta de 40%).

2 - Nessa época, onde eu trampava, só tinha um restaurante onde eu conseguia comer. Se eles faziam comida carrega em óleo refinado, era o que eu estava comendo.... Nessa empresa, não tinha infra pra levar comida de casa (geladeiras, microondas, etc).

3 - Ter parado de praticar esportes. Acho que seu corpo se adapta mais fácil se vc estiver fazendo esportes. E quando tentei voltar a praticar, acho que meu corpo pode ter sentido a falta de proteína animal mais do que se eu tivesse seguido com a rotina, pois a minha mudança de dieta foi bem gradativa.

4 - Não ter consultado um(a) nutricionista. Minha irmã é vegana, tenho amigo triatleta que é vegano.... eles me indicaram muita coisa, li bastante coisa por conta própria, mas acho que é importante você procurar alguém que seja especialista. Revistas de veganismo, blogs e etc têm muita "propaganda ideológica". Já li numa dessas revistas matéria de como fazer seu cachorro ter uma dieta vegana... acho isso uma estupidez absurda. E tem uns retardados que tentam fazer gatos ter dieta vegana. Gatos são 100% carnívoros.... O mais importante é não seguir as coisas por ideologia, mas baseado no que a ciência diz. O problema é que tem estudo pra todo gosto.... pra defender o veganismo, pra atacar o veganismo. Presta bastante atenção, tenta ler tudo que for possível e faça testes na sua rotina. Se você sentir que algo está te fazendo mal, muda o hábito.

Avatar do usuário
Coruja emancipada
Mensagens: 32
Registrado em: 07 Jan 2015 11:03
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Coruja emancipada » 26 Jan 2017 09:02

msfazer escreveu:O que vou falar aqui é um relato pessoal. Não dá pra pegar o meu relato e transferir pra toda a população...
Legal teu relato cara.

Vegano eu tenho visto que vai ser bem improvável eu me tornar. Muitas coisas que gosto de comer tem manteiga ou derivado de leite.

Já quanto a carne é muito mais tranquilo.
Carne vermelha já abandonei mesmo e não sinto a menor falta.

Até penso em ir em nutricionista, mas quero ir em algum que seja imparcial, e acho difícil encontrar isso.
Ou vai ser um extremo (vegano ou vegetariano) ou vai ser outro muito contrário a isso.

Por enquanto não tenho sentido falta de força nem nada disso, continuo com minhas práticas fortes de yoga.
A única coisa muito evidente é que perdi peso, estou magro, mas isso também pois tenho me alimentado melhor de maneira geral.

Por acaso um dia destes vi este vídeo do Kron, já faz 1 ano que ele não come carne vermelha, diz que come poucos lácteos e não bebe leite.
Isso mostra que não é necessário comer carne vermelha pra ser atleta de alto rendimento, inclusive lutador.

phpBB [video]

CinturonBlanco
Mensagens: 27
Registrado em: 20 Dez 2016 12:24
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por CinturonBlanco » 27 Jan 2017 23:45

Galera,

O importante em qlq estilo de alimentação é um acompanhamento constante. Sou vegano e faço exames trimestrais e estão bem melhores que qdo era onivoro. Existe mto boato, lenda e preconceito qto a alimentação vegetariana estrita, conseguimos suprir nossas necessidades com uma dieta equilibrada, como em qq outra dieta. Grande parte das pessoas q comem carne tem deficiência de nutrientes e vitaminas(b12 por ex).
Acho q temos q respeitar nosso corpo e comer menos lixo(lacticínios por ex).
Cada um sabe onde o seu calo aperta, julguemos menos e respeitemos mais.

Avatar do usuário
Coruja emancipada
Mensagens: 32
Registrado em: 07 Jan 2015 11:03
Contato:

Re: Vegetarianismo / Veganismo

Mensagem por Coruja emancipada » 28 Jan 2017 10:05

CinturonBlanco escreveu:
O importante em qlq estilo de alimentação é um acompanhamento constante. Sou vegano e faço exames trimestrais e estão bem melhores que qdo era onivoro.
Cada um sabe onde o seu calo aperta, julguemos menos e respeitemos mais.
Cinturon, pra mim laticínio com certeza não é bom também. Quando como o estômago acusa.

Me diga uma coisa... o que você substituiu no café da manhã pra passar no pão? Geléia?
Isso eu sinto dificuldade... vou tomar café da manhã, quero comer pão mas fica difícil achar algo pra substituir a manteiga.

Responder

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes