Treinador de Jon Jones abre portas para revanche com Dominick Reyes

Notícias sobre lutadores, equipes e eventos de MMA, bem como PBP de eventos.
Dillan Grau
Admin
Admin
Mensagens: 1950
Registrado em: 30 Nov 2014 09:51
Contato:

Treinador de Jon Jones abre portas para revanche com Dominick Reyes

Mensagem por Dillan Grau » 12 Fev 2020 07:40

Imagem
Reyes (à direita) foi um dos adversários mais duros da carreira de Jones – Diego Ribas

O resultado da luta principal do UFC 247 gerou polêmica. No entanto, assim como Jon Jones, seu técnico também está convicto de que o campeão fez o necessário para defender seu reinado nos meio-pesados (93 kg) e sair com o braço erguido da arena em Houston (EUA), no último sábado (8). Apesar de reconhecer as credenciais de Dominick Reyes e também que o confronto foi parelho, Mike Winkeljohn pontuou três rounds favoráveis a ‘Bones’.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, o responsável por afiar as habilidades de Jones admitiu que em certo momento do confronto – quando o campeão foi ao chão após sofrer um golpe – temeu pelo cinturão do americano. No entanto, na visão de Mike, a durabilidade e o preparo físico de Jon foram cruciais para sacramentar o triunfo diante do habilidoso desafiante.

“Perdemos o primeiro round. Acho que no segundo round nos recuperamos. O terceiro, podemos não ter ganho este também. Honestamente, marquei (os rounds) 2,4 e 5 a nosso favor. Mas acho que o segundo e o terceiro foram bem parelhos. Nunca se sabe com esses juízes. Dizia para o Jon manter a pressão, porque estava funcionando. Continuar trabalhando o corpo, atacado as pernas para ‘quebrar’ aquele cara. Claro que queria algumas quedas também, mas o Dominick é um atleta incrível, ele é muito bom no que faz. Queria que Jon acabasse com o gás dele porque ele (Jones) é conhecido por sua durabilidade, e acredito que isso funcionou bem”, analisou Winkeljohn, antes de admitir.

“Não vou mentir, quando ele acertou o Jon com o soco que o derrubou, eu fiquei tipo: ‘Que m***’. Realmente achei que ele tinha acertado o queixo, porque minha visão estava coberta. Claro que depois vi que não tinha sido o caso, mas ele (Reyes) veio com tudo. Ele jovem tem um futuro brilhante pela frente”, completou o técnico.

Até por conta do equilíbrio do confronto, Winkeljonh deixou em aberto a possibilidade de os dois atletas medirem forças novamente no futuro. De acordo com o treinador de Jones, seu pupilo gosta de competir em revanches para aparar as brechas deixadas nos primeiros embates – assim como fez diante de Alexander Gustafsson.

“Não há dúvidas quanto a isso (revanche). Jon gosta de revanches, ele é um estudioso do jogo. Nós pensaríamos todos juntos, mas no final das contas o Jon senta e diz: ‘Isso não foi nada bom, e é disso que ele é capaz’, e consegue se motivar ainda mais. Assim como contra o Gustafsson, que (na revanche) a performance dele foi totalmente diferente. Não é que ele pegou leve com ninguém na primeira vez, mas ele é tão esperto em fazer esses ajustes necessários. E nós, como time, tentamos ajudá-lo com isso”, concluiu Mike.

https://agfight.com.br/treinador-de-jon ... ick-reyes/

Avatar do usuário
Ded
Usuário
Usuário
Mensagens: 1584
Registrado em: 25 Out 2014 13:55
Contato:

Re: Treinador de Jon Jones abre portas para revanche com Dominick Reyes

Mensagem por Ded » 12 Fev 2020 09:18

Prefiro Marreta vs Reyes, o vencedor pega o Jones

O perdedor, se for bom mesmo, se credencia para title shot no futuro
Imagem

Rasta
Usuário
Usuário
Mensagens: 1752
Registrado em: 04 Nov 2014 12:34
Contato:

Re: Treinador de Jon Jones abre portas para revanche com Dominick Reyes

Mensagem por Rasta » 12 Fev 2020 14:24

Ded escreveu:
12 Fev 2020 09:18
Prefiro Marreta vs Reyes, o vencedor pega o Jones

O perdedor, se for bom mesmo, se credencia para title shot no futuro
Boa

Acho q o reis levaria, infelizmente..

Mas seria uma lutassa e na real, sem favoritos..

Avatar do usuário
Tubarao Floripa
Usuário
Usuário
Mensagens: 3234
Registrado em: 07 Out 2014 22:53
Contato:

Re: Treinador de Jon Jones abre portas para revanche com Dominick Reyes

Mensagem por Tubarao Floripa » 12 Fev 2020 16:25

Nem o treinador concorda com o 4x1 que um árbitro imbecil deu.

Com certeza teve falha grave ali. Ou rolou aposta ou o incompetente dormiu durante a luta.
Enviado da minha internet discada usando Windows 95.

Nick velho: ZARBON. :enhancedwheelchair:

www.wadovaletudo.com.br

Avatar do usuário
Ibanez
Usuário
Usuário
Mensagens: 1357
Registrado em: 01 Abr 2016 13:13
Contato:

Re: Treinador de Jon Jones abre portas para revanche com Dominick Reyes

Mensagem por Ibanez » 12 Fev 2020 19:05

Embora eu também gostaria de ver Reyes x Marreta, acho mais justo uma revanche imediata do Reyes, por tudo oq rolou nessa luta.

Marreta podia pegar algum outro bem rankeado, ou simplesmente aguardar, ja que também está lesionado
TNC

Avatar do usuário
Modern Samurai
Usuário
Usuário
Mensagens: 5129
Registrado em: 14 Dez 2014 11:03
Contato:

Re: Treinador de Jon Jones abre portas para revanche com Dominick Reyes

Mensagem por Modern Samurai » 12 Fev 2020 20:41

Dillan Grau escreveu:
12 Fev 2020 07:40
Imagem
Reyes (à direita) foi um dos adversários mais duros da carreira de Jones – Diego Ribas

O resultado da luta principal do UFC 247 gerou polêmica. No entanto, assim como Jon Jones, seu técnico também está convicto de que o campeão fez o necessário para defender seu reinado nos meio-pesados (93 kg) e sair com o braço erguido da arena em Houston (EUA), no último sábado (8). Apesar de reconhecer as credenciais de Dominick Reyes e também que o confronto foi parelho, Mike Winkeljohn pontuou três rounds favoráveis a ‘Bones’.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, o responsável por afiar as habilidades de Jones admitiu que em certo momento do confronto – quando o campeão foi ao chão após sofrer um golpe – temeu pelo cinturão do americano. No entanto, na visão de Mike, a durabilidade e o preparo físico de Jon foram cruciais para sacramentar o triunfo diante do habilidoso desafiante.

“Perdemos o primeiro round. Acho que no segundo round nos recuperamos. O terceiro, podemos não ter ganho este também. Honestamente, marquei (os rounds) 2,4 e 5 a nosso favor. Mas acho que o segundo e o terceiro foram bem parelhos. Nunca se sabe com esses juízes. Dizia para o Jon manter a pressão, porque estava funcionando. Continuar trabalhando o corpo, atacado as pernas para ‘quebrar’ aquele cara. Claro que queria algumas quedas também, mas o Dominick é um atleta incrível, ele é muito bom no que faz. Queria que Jon acabasse com o gás dele porque ele (Jones) é conhecido por sua durabilidade, e acredito que isso funcionou bem”, analisou Winkeljohn, antes de admitir.

“Não vou mentir, quando ele acertou o Jon com o soco que o derrubou, eu fiquei tipo: ‘Que m***’. Realmente achei que ele tinha acertado o queixo, porque minha visão estava coberta. Claro que depois vi que não tinha sido o caso, mas ele (Reyes) veio com tudo. Ele jovem tem um futuro brilhante pela frente”, completou o técnico.

Até por conta do equilíbrio do confronto, Winkeljonh deixou em aberto a possibilidade de os dois atletas medirem forças novamente no futuro. De acordo com o treinador de Jones, seu pupilo gosta de competir em revanches para aparar as brechas deixadas nos primeiros embates – assim como fez diante de Alexander Gustafsson.

“Não há dúvidas quanto a isso (revanche). Jon gosta de revanches, ele é um estudioso do jogo. Nós pensaríamos todos juntos, mas no final das contas o Jon senta e diz: ‘Isso não foi nada bom, e é disso que ele é capaz’, e consegue se motivar ainda mais. Assim como contra o Gustafsson, que (na revanche) a performance dele foi totalmente diferente. Não é que ele pegou leve com ninguém na primeira vez, mas ele é tão esperto em fazer esses ajustes necessários. E nós, como time, tentamos ajudá-lo com isso”, concluiu Mike.

https://agfight.com.br/treinador-de-jon ... ick-reyes/
É algo que pontuei em comentários anteriores. Jones em revanches costuma dar um upgrade na estratégia, corrigi completamente as brechas e trás novos elementos para o jogo dele. Isso é de uma versatilidade monstra. Ele tirou pra nada o Gustaffson na revanche e contra o Cormier, não foi UM GOLPE DE SORTE, ele construiu o nocaute, aquele chute não veio do nada.

Não vejo como possa ser diferente na revanche contra o Reyes.

Avatar do usuário
Fedor
Usuário
Usuário
Mensagens: 3284
Registrado em: 13 Set 2014 17:54
Contato:

Re: Treinador de Jon Jones abre portas para revanche com Dominick Reyes

Mensagem por Fedor » 12 Fev 2020 23:55

Modern Samurai escreveu:
12 Fev 2020 20:41
É algo que pontuei em comentários anteriores. Jones em revanches costuma dar um upgrade na estratégia, corrigi completamente as brechas e trás novos elementos para o jogo dele. Isso é de uma versatilidade monstra. Ele tirou pra nada o Gustaffson na revanche e contra o Cormier, não foi UM GOLPE DE SORTE, ele construiu o nocaute, aquele chute não veio do nada.

Não vejo como possa ser diferente na revanche contra o Reyes.
Tua observação está correta mas vale a ressalva que na revanche contra o Cormier o Jones caiu no anti doping

No mais, duvido que o Jones se teste contra os pesados, tem demonstrado que sem a vantagem absurda de envergadura não tem domínio total
Imagem
Best team ever
dumog, Edukuki, El Cucuy, Fedor, Scorpion, terroso, Victor Bueno, zehmetal e Zorro13

Avatar do usuário
Modern Samurai
Usuário
Usuário
Mensagens: 5129
Registrado em: 14 Dez 2014 11:03
Contato:

Re: Treinador de Jon Jones abre portas para revanche com Dominick Reyes

Mensagem por Modern Samurai » 13 Fev 2020 11:49

Fedor escreveu:
12 Fev 2020 23:55
Tua observação está correta mas vale a ressalva que na revanche contra o Cormier o Jones caiu no anti doping

No mais, duvido que o Jones se teste contra os pesados, tem demonstrado que sem a vantagem absurda de envergadura não tem domínio total
Então, nos pesados, contra lutadores mais estáticos, ele tem grandes chances, porque a tendência é o gás dele melhorar. E o Jones mesmo nos pesados, teria vantagem de envergadura, agilidade e velocidade frente boa parte do plantel do evento.

O bicho controla muito bem a distância, ele é um gênio por saber usar bem todas as características do biotipo dele. Nessa luta contra o Reyes, Marreta e DC, deu pra perceber que o negão tem MUITO queixo. O Reyes encaixou um upper nele que derrubaria ou balançaria a maioria na divisão e o Jones assimilou bem. Ele levou um bom highkick de lado, caminhando, nessa mesma luta, e nem balançou.

Volto pontuar no lance agilidade, rapidez, controle de distância e versatilidade. Eu acredito que ele teria sucesso nos pesados. Mas teria que se adaptar antes. Lutar contra caras mais estáticos.

O Overeem, por exemplo, MATA ele, hoje. Overeem faz aquele jogo do Reyes brincando, com adendo que os low kicks dele, são 10x mais potentes que do Marreta/Reyes. Ele teria que lutar com inteligência e isso ele faz bem. Tem os melhores treinadores e estrategistas do MMA ao lado dele.

Mas não seria o tipo de luta pra se pegar de cara. Tem que ir se ambientando, pegar uns caras pesadões e não ranqueados antes.

Se não é caixão e vela preta, nos pesados a mãos triscou em qualquer parte da cabeça, o cara cai :))

Responder

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: fethai, Ken-Oh, one punch e 33 visitantes