Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Assuntos gerais que não se enquadrem nos fóruns oficiais serão discutidos aqui.
Online
PHDookie
Usuário
Usuário
Mensagens: 8546
Registrado em: 04 Out 2014 21:06
Contato:

Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por PHDookie » 10 Nov 2019 21:49

O rosto marcado pelo tempo esconde a real idade de quem descobriu o álcool ainda muito cedo. “Comecei a misturar bebida no suco aos 8 anos. Aos 10, já usava a bebida alcoólica pura”, diz Paulo, de 24 anos. A perna inquieta, que não para de mexer, denunciava o nervosismo em reviver feridas ainda abertas. “Eu me tornei morador de rua depois de vender tudo o que tinha a preço irrisório para poder beber. Cheguei ao ponto de implorar às pessoas R$ 1 para comprar bebida”, afirma Joaquim, de 53. Faltando pouco para receber alta da comunidade terapêutica onde está internado, Geraldo, de 68, não sabe para onde irá. “Não fosse a bebida, teria ainda minha família, que ficou desgostosa a ponto de não me querer mais em casa”, relata. Às vezes, o fundo do poço confronta a própria vida. “Até veneno tomei. Tive quatro convulsões e tentei o suicídio quatro vezes”, conta Carlos, de 39.
"Me tornei morador de rua depois de vender tudo o que tinha para poder beber"

Joaquim (nome fictício), de 53 anos, dependente em processo de recuperação

Continua depois da publicidade
Os nomes são todos fictícios, mas as histórias, bem reais. São trechos da vida de gente que é o retrato do uso nocivo de uma droga legalizada, socialmente aceita, cercada de publicidade e com ares de charme e poder. Em cada esquina, no bar, no boteco, padarias e supermercados, o álcool está lá, com destaque em gôndolas e prateleiras: latas de cerveja, litros de cachaça, garrafas de uísque. No Brasil e no mundo, ele mata mais que o crack, conforme atesta levantamento da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz). Em Belo Horizonte, seu número de dependentes é quase o dobro da soma de todos os entorpecentes ilícitos (veja quadro), de acordo com estudo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mas, mais que um vício, o alcoolismo é uma doença, responsável ainda pela vitimização de um número sem fim de pessoas próximas, os chamados codependentes. O Estado de Minas começa hoje uma série de reportagens mostrando os dramas do alcoolismo e como a droga de mais fácil acesso desagrega famílias, arrasa a relação entre pais e filhos, destrói relacionamentos e faz quem a consome abusivamente definhar.

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que no mundo são registrados todos os anos 3 milhões de mortes resultantes do uso nocivo de álcool, o que representa 5,3% do total de óbitos. O consumo nocivo da bebida é fator causal de mais de 200 doenças e lesões. E mais: 5,1% da carga mundial de doenças e lesões é atribuído ao consumo de álcool, conforme calculado em termos de Anos de Vida Perdidos Ajustados por Incapacidade (Daly, sigla em inglês). As consequências aparecem cedo. Entre pessoas de 20 a 39 anos, cerca de 13,5% do total de mortes em todo o mundo são atribuíveis ao álcool.
CONSUMO NO BRASIL
“É a grande droga social. Álcool mata muito mais que o crack, não tem comparação”, sentencia o pesquisador do Instituto de Comunicação e Informação em Saúde da Fiocruz (Icict/Fiocruz), Francisco Inácio Bastos. Essa certeza é fundamentada pelo 3° Levantamento Nacional sobre o Uso de Drogas pela População Brasileira, divulgado recentemente pela fundação. Os resultados mostram que grande parte dos dados considerados mais alarmantes em relação ao uso de drogas no Brasil não estão relacionados às substâncias ilícitas, mas, sim, ao álcool. Mais da metade da população brasileira de 12 a 65 anos declarou ter consumido bebida alcoólica alguma vez na vida. Cerca de 46 milhões (30,1%) informaram ter consumido pelo menos uma dose nos 30 dias anteriores. E aproximadamente 2,3 milhões de pessoas (1,5% desse grupo etário) apresentaram critérios para a dependência de álcool nos 12 meses que antecederam a pesquisa.

A percepção do brasileiro quanto às drogas atrela mais risco ao uso do crack do que ao álcool: 44,5% acham que o primeiro é a droga associada ao maior número de mortes no país, enquanto apenas 26,7% colocariam o álcool no topo do ranking. “Mas os principais estudos sobre o tema, como a pesquisa de cargas de doenças da OMS, não deixam dúvidas: o álcool é a substância mais associada, direta ou indiretamente, a danos à saúde que levam à morte”, afirma Bastos, coordenador da pesquisa, que teve a parceria de várias outras instituições, como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Instituto Nacional de Câncer (Inca) e a Universidade de Princeton, nos Estados Unidos.

fonte: https://www.em.com.br/app/noticia/gerai ... no-m.shtml

Avatar do usuário
FCB
Apoiador
Apoiador
Mensagens: 3471
Registrado em: 01 Out 2014 15:47
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por FCB » 10 Nov 2019 21:56

Mais do que esperado... afinal, o alcool é uma droga legalizada.


Rugby Man
Usuário
Usuário
Mensagens: 62
Registrado em: 19 Out 2014 22:55
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por Rugby Man » 10 Nov 2019 21:59

O alcool em exagero é uma desgraça! Perdi meu irmão faz 11 anos (ele tinha 31 anos) por causa de uma cirrose que se desenvolveu em uma década de vício.
Um vício silencioso, que começou por volta dos 19 anos de idade. Enfim...foi muito triste ver na certidão de óbito dele a causa da morte como alcoolismo.

Avatar do usuário
Leeo
Usuário
Usuário
Mensagens: 2298
Registrado em: 03 Fev 2016 19:27
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por Leeo » 10 Nov 2019 22:32

Sem contar que o álcool é gatilho pra muito viciado em outras drogas.

Nego bebe uma lata e já quer cheirar pó, toma uma dose de vodka com energético e quer tomar uma bala etc.
"Não espere o futuro mudar sua vida, porque o futuro será a consequência do presente."

Avatar do usuário
JackmAtAll
Usuário
Usuário
Mensagens: 16318
Registrado em: 20 Jan 2015 22:55
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por JackmAtAll » 10 Nov 2019 22:50

Se o sujeito bebe para apreciar o alcool e não por necessidade apesar de não ser saudavel, não é ruim.

Se bebe todos dias ou para ficar louco é vicio ou está nesse caminho.

Alias tem muito marmanjo que bebe para ficar louco e soltar a franga kkkk

É uma droga legalizada e muitas pessoas são dependentes quimico.
Neymar - bola de ouro moral da FIFA 2019

02/09/2019 - o dia que entrou para a história

Online
Avatar do usuário
jotaerre
Usuário
Usuário
Mensagens: 2038
Registrado em: 01 Out 2014 16:37
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por jotaerre » 11 Nov 2019 07:55

Se o dado não for proporcional, número de mortes / usuários, não vai fazer sentido.

Pneumonia mata mais que aids no mundo, e qual das duas é mais importante evitar?

Avatar do usuário
bacana
Usuário
Usuário
Mensagens: 601
Registrado em: 28 Out 2014 09:03
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por bacana » 11 Nov 2019 08:51

Álcool é muito complicado, como o próprio texto cita, é social, barato etc... Às vezes você vai a uma festa e seus amigos ficam insistindo pra você beber (se enturmar) e aos poucos o negócio vai crescendo.
Infelizmente muita gente tem uma predisposição a ser dependente químico, é muito difícil equilibrar o consumo e no longo prazo dá merda.

Mas, alguns trechos dão a entender que o álcool é pior do que o crack em termos absolutos, o que acredito não ser verdade.
Se colocar na conta a quantidade de usuários / danos causados acho que o crack é pior com sobra.
PHDookie escreveu:
10 Nov 2019 21:49
[...] o álcool é a substância mais associada, direta ou indiretamente, a danos à saúde que levam à morte”[/b], afirma Bastos[...]

Online
Avatar do usuário
kyo_spirit
Usuário
Usuário
Mensagens: 11528
Registrado em: 20 Fev 2015 09:11
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por kyo_spirit » 11 Nov 2019 09:36

jotaerre escreveu:
11 Nov 2019 07:55
Se o dado não for proporcional, número de mortes / usuários, não vai fazer sentido.

Pneumonia mata mais que aids no mundo, e qual das duas é mais importante evitar?
Exato. O título da reportagem é uma forçação de barra sem limites
Não existe trabalho ruim, o ruim é ter que trabalhar (Seu Madruga).

Avatar do usuário
Raul Nutti
Usuário
Usuário
Mensagens: 2438
Registrado em: 23 Nov 2014 20:44
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por Raul Nutti » 11 Nov 2019 10:23

Uma pesquisa recente na Cracolândia mostrou que a maior parte das pedras vendidas lá é na verdade Ketamina.

Nós temos o costume de olhar pra esses "zumbis" e associar ao crack, como se a substância os levasse àquela condição, quando na verdade é a personalidade adicta que os leva pra rua.
Álcool, cigarros, crack, tudo isso está presente, se a culpa fosse só da substância seria tão mais simples
"In wars, boy, fools kill other fools for foolish causes"

Online
Avatar do usuário
Filipe
Usuário
Usuário
Mensagens: 4633
Registrado em: 19 Jan 2017 11:54
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por Filipe » 11 Nov 2019 10:54

Raul Nutti escreveu:
11 Nov 2019 10:23
Uma pesquisa recente na Cracolândia mostrou que a maior parte das pedras vendidas lá é na verdade Ketamina.

Nós temos o costume de olhar pra esses "zumbis" e associar ao crack, como se a substância os levasse àquela condição, quando na verdade é a personalidade adicta que os leva pra rua.
Álcool, cigarros, crack, tudo isso está presente, se a culpa fosse só da substância seria tão mais simples
Fiz uma pesquisa na época de faculdade na favela do Jacaré. Ontem tem a Cracolândia aqui do rio.

Boa parte era alcoólatra e n usuário de crack

Online
Avatar do usuário
Filipe
Usuário
Usuário
Mensagens: 4633
Registrado em: 19 Jan 2017 11:54
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por Filipe » 11 Nov 2019 10:55

jotaerre escreveu:
11 Nov 2019 07:55
Se o dado não for proporcional, número de mortes / usuários, não vai fazer sentido.

Pneumonia mata mais que aids no mundo, e qual das duas é mais importante evitar?
Aids é só tomar o coquetel que tu fica suave

Pneumonia te derruba

Avatar do usuário
Avalon
Usuário
Usuário
Mensagens: 72
Registrado em: 14 Dez 2014 14:22
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por Avalon » 11 Nov 2019 17:01

Geral bebe mas ninguém é alcoólatra tudo faz parte da social.

Avatar do usuário
VBB
Usuário Fundador
Usuário Fundador
Mensagens: 4231
Registrado em: 15 Jun 2014 14:57
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por VBB » 11 Nov 2019 17:25

O imposto no álcool deveria ser muito maior do que é. Destrói famílias e prejudica a saúde das pessoas que depois precisam buscar ajuda no SUS.
Um fórum de respeito..

Online
Avatar do usuário
café c/ leite
Usuário
Usuário
Mensagens: 1817
Registrado em: 14 Jul 2014 23:16
Contato:

Re: Global, social e barato, álcool mata mais que o crack no Brasil e no mundo

Mensagem por café c/ leite » 11 Nov 2019 17:31

Isso faz refletir sobre a legalização de drogas, o que aconteceria se crack e cocaína fossem tão massificados quanto o álcool?

Responder